Cinderela às avessas

Cinderela às avessas

Pois é, o que é bom dura pouco. Depois de dias maravilhosos, só curtindo a vidinha romântica de recém-casada, passeando e me divertindo, voltei ao mundo real. Tenho trabalhado tanto nestas duas últimas semanas…Isto por que, com o verão chegando, os donos de casas de veraneio querem uma limpeza geral, aqui chamada de rundvask, antes de alugá-las para os turistas, principalmente alemães que vêm para a Noruega pescar em alto mar. Temos que limpar tudo – teto, paredes, chão, móveis, janelas, cozinha, banheiro. Por isso, cada casa que limpamos leva de 4 a 5 horas. Sempre vamos em um grupo de 3 a 4 pessoas, ás vezes mais, se o local é grande. É um trabalho pesado, mas enquanto eu não aprender norueguês fluente, não posso alçar vôos mais altos em busca de um emprego melhor. E além do mais, ganho meu dinheirinho e ajudo em casa.

Rato de biblioteca

Segunda-feira minha chefe não pôde ir limpar o museu (que fica em Hitra) comigo e com a outra funcionária. Fui com o Morten de carro, mas não tive carona para voltar, pois ele foi trabalhar. A única solução foi ir à biblioteca, esperar meu marido sair do trabalho (também em Hitra) e voltar com ele. Achei que ia morrer de sono e tédio, mas me surpreendi comigo mesma. Li mais da metade de “O Código da Vinci” entre 10 da manhã até 3 da tarde. Depois fui fazer um lanchinho e ás 4hs e 15 min meu amor chegou. Estava morta de cansaço ao chegar em casa, mas foi um dia bem diferente.

Aventura

Terça-feira fomos limpar uma casa enorme que abriga grupos de estudantes adolescentes por alguns dias durante o verão. Primeiro, uma viagem de carro de aproximadamente uma hora. Depois, tivemos que pegar um barco, pois esta casa fica em uma ilha inatingível por carro! Foi uma aventura, 15 minutos para ir e 15 para voltar. Ficamos lá praticamente o dia inteiro limpando, até jantamos por lá. Quando uma tempestade estava chegando, resolvemos parar por ali e continuar semana que vem. Adorei o passeio. Eu vou limpar esta casa toda sexta-feira até setembro!


Os dias estão cada vez mais longos

A primavera está dando o ar de sua graça. Já ouvimos o canto dos passarinhos, vemos as primeiras folhinhas nas plantas e árvores e o sol nasce por volta de 6 horas da manhã e só se põe lá pelas 7 da noite. Isto me lembra muito São Paulo, pois lá o sol nasce e se põe sempre neste horário. A temperatura está em elevação, apesar de que aqui em Frøya tem chovido direto, tempo chato…

Susto

Quarta-feira eu e Morten pretendíamos ir à Polícia para que eu desse entrada no meu segundo visto. Na hora de pegar os documentos, cadê meu passaporte? Procura daqui, procura dali e nada. Entrei em pânico e já estava pensando na viagem que nós dois teríamos de fazer a Oslo para tirar a segunda via na embaixada e o transtorno que isso iria causar nos nossos empregos e bolsos. Eis que hoje de manhã, tive a idéia de ir procurar em um lugar que eu não tinha olhado ainda, mas que achava improvável achar o passaporte. Eis que lá estava ele, são e salvo. Fiquei tão aliviada! O lugar? Dentro do scanner! Acho que eu havia escaneado a página do meu visto e esqueci o bendito lá dentro. Passado o susto, amanhã sem falta iremos à Polícia. Estamos dentro do prazo, já que meu visto vence dia 23 de abril e tenho que requerer o segundo visto um mês antes do primeiro vencer. Se a UDI não enrolar, logo, logo terei meu visto de residência como esposa, não mais como noiva e daí terei direito ao curso de norueguês. Mal posso esperar para começar. 


Boa semana e até e próxima!

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *