Nada de trabalho na semana do trabalho

Nada de trabalho na semana do trabalho

Ufa, meg! Acabei de chegar em casa. Hoje começamos às 7 da matina, no museu (haverá um concerto amanhã e eles queriam que limpássemos hoje), depois fomos limpar uma casa e depois mais uma. Estou exausta! Só terei tempo de tirar um cochilo e quando o Morten chegar vamos ajeitar a casa e fazer compras para recepcionar nossos visitantes do final-de-semana, Steinar e Ingvild, nossos padrinhos de casamento. Eles nunca vieram a Frøya e se o tempo colaborar pretendemos passear muito e ir pescar no mar. No domingo eles irão para Trondheim para passarem o feriado por lá.


Segunda à tarde será a nossa vez de viajar. Eu vou trabalhar no museu e talvez em mais um lugar e à tarde Morten e eu vamos de ônibus para Trondheim e de lá para Klæbu. Terça-feira é o feriado do dia do trabalho, quarta e quinta Morten terá curso em Oppdal e na sexta ele terá folga. E nós também temos que procurar um carrinho novo para substituir o que perdemos no acidente, então iremos aproveitar esta semana. Ainda bem que meu emprego permite que eu opte por não trabalhar quando me convém, assim não perco chances como esta. Vai ser legal passar uma semana com meus sogros e ajudá-los com os preparativos do aniversário.


Ontem mais uma vez assisti a uma entrevista interessante na TV2, com um ex-banqueiro que abandonou o banco para ir trabalhar no Exército da Salvação ajudando dependentes químicos. Foi fascinante ouvir uma pessoa que realmente se desprendeu de todo o status e mundo de glamour para fazer algo que faz a vida ter sentido. Nós já conversamos muito sobre jogar tudo pro alto e ir para a África ajudar, e a história daquele homem nos marcou demais, demais. E nos incentivou.


Esta semana também me aventurei na cozinha, fiz ‘eplekake’, bolo de maçã. Pela primeira vez consegui fazer um doce tão bom quanto os que o Morten faz, que vergonha! Aliás, descobri um site super-legal em norueguês: http://www.spise.no/ Eles têm vídeos que ensinam as receitas passo-a-passo, e de quebra aprendemos vários nomes de ingredientes e verbos relacionados à culinária. Quem está estudando norueguês, vale a pena.


Domingo tem um clássico do futebol norueguês: Rosenborg vs. Brann. Para quem não sabe, Rosenborg é o maior time de futebol da Noruega, acho que ganhou mais de dez campeonatos consecutivos. Se bem que quando eles entram na Champions League, sempre caem fora cedo. Mas, enfim, o Rosenborg é de Trondheim, é um orgulho trønder (uma hora tenho que escrever sobre o típico ‘trønder’, é muito divertido). Já o Brann…é o time de Bergen, a cidade arquirival de Trondheim. Já deu pra perceber o quanto o jogo vai pegar fogo, não é? Imagine um Corinthians x São Paulo, um Corinthians x Palmeiras, um Fla-Flu. É a mesma coisa.


Agora, deixa eu ir tirar o cochilo, senão nem tempo para descansar eu terei. Bom final-de-semana, ou como eles dizem por aqui, ‘god helg’!

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *