Surpresa boa

Surpresa boa

Ontem trabalhei somente 2 horas, das 6:30 às 8:30 da manhã. Depois, voltei para casa e fiquei aqui fazendo pequenas coisinhas do lar. Aproveitei o tempo livre para assar uns pãezinhos recheados com uvas passas, aqui chamados de “Rosin boller”, para servir no lanche para meu marido quando ele voltasse. O dia estava maravilhoso, como todos os dias têm estado desde semana passada. Também li, de uma vez só o livro do doutor Drauzio Varella, “Por um Fio”. Hoje parece que o dia será lindo novamente e eu vou daqui a pouco ir limpar a ilha e passear de barco. Nem vou levar meu macacão de inverno, pois não vou precisar. Mas, voltando ao dia ontem, fui deitar às 21:30 mais ou menos e fiquei assistindo TV no sofá (não consigo dormir na cama no quarto no andar de cima sozinha, preciso do barulho da TV) e peguei no sono. Mais tarde, fui acordada com uma voz me chamando, e achei que estivesse sonhando quando vi meu marido parado na porta. Ele veio para casa ontem, à meia-noite e meia! Disse que ficou sabendo da folga na última hora e tratou de vir correndo para casa. Tudo bem que hoje ele teve que ir de novo cumprir o último dia do treinamento, mas só a surpresa valeu muito, alegrou demais o meu dia.

Nem acredito que amanhã já é o final de semana. Sem trabalho, sem exército, só alegria! O nosso vizinho ofereceu uma vaga no cais de propriedade dele no final da rua para que pudéssemos ancorar o nosso barco e, se der certo, vai ter pescaria. Tomara! Com estes dias tão lindos, é quase um crime ficar em casa.

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *