Pechinchas

Pechinchas

Este último final de semana foi o primeiro que eu e meu marido conseguimos passar juntos sem nenhum tipo de compromisso, viagem, visita, etc. desde que nos mudamos. Já na sexta passeamos no centro de Trondheim e encontramos algumas roupas muito em conta, por que no sábado aconteceu aqui o Toill Dag, uma liquidação em todas as lojas do centro. No sábado fomos dar mais uma volta, debaixo de chuva e achamos ainda mais algumas coisas, inclusive presentes de Natal. Depois pegamos um ônibus e compramos uma espécie de carrinho para carregar lenha – meu marido está preocupado com o peso que tenho que carregar quando limpo o jardim de infância – às vezes tenho que carregar três sacos de lixo pesadíssimos. De lá andamos até a megaloja sueca IKEA, paraíso para quem gosta de coisas para a casa. Eles vendem móveis, enfeites, velas, utensílios de cozinha, iluminação e muito, muito mais. Acontece que havíamos comprado umas caixas de plástico para guardar roupas e nâo gostamos da qualidade das caixas, por isso queríamos trocá-las por caixas de metal aramado. Deu certo, trocamos mesmo sem ter a nota fiscal. Aliás, uma coisa excelente aqui é que podemos trocar quase tudo que compramos sem perguntas e sem burocracia, ou podemos receber o dinheiro de volta quando não estamos satisfeitos com alguma mercadoria. Na sexta, meu marido conseguiu reembolso por um par de sapatos que ele comprou há um ano, por que a sola comecou a abrir. Eles respeitam muito a garantia dos produtos, isso eu não lembro de ter visto muito no Brasil.
O tempo está muito bom esta semana, embora ainda chova de vez em quando. Dia de sol no outono é um colírio para os olhos, as cores são maravilhosas. Preciso lembrar de sair com câmera na mochila, dariam fotos lindas.

2 Replies to “Pechinchas”

  1. Raquel, adorei a parte que você disse “Eles respeitam muito a garantia dos produtos, isso eu não lembro de ter visto muito no Brasil”… aqui é o país onde o consumidor é problema, e não solução, rsrsrs. Só faltam dizer “não gostou, vá comprar em outro lugar”. Por isso ainda estamos engatinhando para sair da condição de terceiro mundo rumo ao país em desenvolvimento… condição essa que não chega nunca.

    Grande abraço!
    Adriano
    http://nanoberger.blogspot.com

  2. amo as suas postagem. como vc consegui escrever tanto, com tantas atribuições? tenho um blog sobre a arte da costura, chamado: “ALQUIMIADOSTECIDOS.BLOGSPOT.COM” e é dificio esta atualizando, mas ñ vou desistir, faz uma visita lá. e falando em corte e costura, como é a moda po aí? existem costureiras como aqui, onde vc pode comprar o tecido e mandar fazer suas roupas? pois, qd for pra noruega vou me estabelecer como modelista. existe esse mercado aí? beijos

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *