Corra, Raquel, corra!

Corra, Raquel, corra!

Minha nova rotina de professora + estudante + estudante assistente não está fácil. Passo praticamente o dia inteiro na escola e na faculdade em alguns dias e nos dias mais tranquilos tento estudar – a bibliografia é imensa – e fazer o serviço doméstico. Por isso, tive que tomar uma medida drástica para conseguir continuar nesse pique frenético. Resolvi me matricular na academia da universidade e estou conseguindo malhar duas vezes por semana. Aqui em Trondheim, estudantes da NTNU podem malhar e praticar esportes nos seus dois centros esportivos por somente 200 reais por ano! As academias particulares aqui não cobram menos de 100 reais por mês. Eu sempre detestei correr, mas agora estou correndo na esteira alguns minutos. O objetivo é melhorar meu condicionamento físico e entrar em forma aos pouquinhos.

Na escola onde trabalho estou me adaptando, já decorei os nomes de quase todos os alunos – tenho cerca 60 ao todo, e ontem fiquei sabendo da boca de um dos diretores que eles estão muito satisfeitos com meu trabalho. Estou gostando muito de trabalhar ali, o ambiente é muito agradável, não tem preconceitos – as duas faxineiras da escola almocam na mesma sala que os outros funcionários, enfim, se depender de mim vou trabalhar ali por muito tempo.

Há algumas semanas participei de um treinamento contra incêndio promovido pela empresa da qual alugamos nosso apartamento. Finalmente aprendi o que fazer para apagar um incêndio e também o que não fazer.
Estou na faculdade agora enrolando depois do almoco, mas preciso comecar a escrever um trabalho de historia. No meio dessa enrolacão acabei me deparando com alguns blogs de brasileiras morando aqui e fiquei muito irritada em ver a quantidade de críticas que algumas despejam sobre os noruegueses e seus hábitos. Já vai fazer 4 anos que eu estou aqui e quando cheguei eu tinha o (mau) hábito de falar que no Brasil tudo é melhor, mas hoje já não penso assim. Claaaro que tem coisas melhores lá, mas tem muita coisa melhor aqui também! Então, vocês que leem blogs de brasileiros morando aqui e não moram na Noruega, uma advertência: não acreditem em tudo o que leem, deixem para tirar suas próprias conclusões quando vocês mesmos tiverem a oportunidade de conhecer a Noruega. E creio que muita gente que critica tanto faz isso por que realmente não tem muito o mais o que fazer. Vai um trabalhinho de história aí?

4 Replies to “Corra, Raquel, corra!”

  1. Raquel! Post muito bom. Antes de conhecer seu blog e um pouco da sua história, me deparei com outros blogs que realmente só criticavam a Noruega. Ainda não estou aí,porque faz tudo parte de uma adaptação, preciso terminar minha graduação aqui. Mas, vejo na sua descrição que você foi parar na Noruega por amor, e o melhor de tudo é que esse amor te moveu a dá continuidade em sua vida. Você não ficou só em casa assistindo tv e arrumando casa. Isso sim é uma vitória, e eu me espelho em histórias como a sua! Beijo, Deus te abençoe.

  2. Raquel, e' a Lu! parabens pelas suas vitorias, e que muitas mais acontecam na sua vida. Sei que voce esta nao maior correiria mas espero poder, um dia, poder trocar uma s figurinhas com voce, um catching up basico!

    Um abraco, com cedilha! e tudo de bom,

    Luciana X

  3. Olá Raquel!
    Chamo-me Nuno e sou de Portugal.
    Tenho acompanhado o seu blog há muito tempo e só agora decidi postar um comentário.
    Gosto muito de ler os seus artigos.
    Tens razão, cada país tem as suas coisas boas e más.
    Fui a Noruega em férias no ano passado e fiquei apaixonado pelas suas paisagens.
    Como sou muito curioso em línguas estrangeiras, como soam em Português as letras nórdicas ø,å e æ?
    Tudo de bom para si!

  4. 😀 falar que no Brasil tudo è melhor! Essa è boa!
    Muitas coisas me irritam aqui na Noruega mas com certeza absoluta a burocracia e corrupcao do brasil me irritam muito mais!

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *