Måned: desember 2010

Até que enfim!

Até que enfim!

Hoje fiz minha última prova na faculdade. Foram semanas estudando para a prova de História Moderna após 1850 e Introdução à Economia. Trabalhar três vezes por semana, mais o trabalho de estudante assistente em espanhol reduziram muito meu tempo para estudar. Perdi finais de semana enterrada entre livros e não tenho ambições de conseguir uma boa nota, mas este semestre eu me dou por feliz só por ser aprovada.

Entre uma sessão de leitura e outra nós arrumamos um tempinho para decorar a casa pro Natal. Aqui na Noruega eles decoram a casa só na semana do Natal, mas eu estou acostumada a montar a àrvore dia 10 de dezembro. Este ano nós também montamos um presépio, coisa que eu já queria fazer faz tempo. Engraçado que a maioria dos noruegueses não associa o Natal ao nascimento de Cristo, mas tem muitos presépios para vender.

Os professores de espanhol da faculdade queriam muito que eu continuasse como assistente no semestre que vem, mas eu tive que recusar o convite. Mesmo lecionando poucas horas eu usava muito tempo para me preparar, e isso reduzia meu tempo ainda mais. Valeu a experiência, vou receber um diploma e uma carta de recomendação dos professores que vou anexar ao meu currículo, que vai ficar bem mais valorizado.

Na escola em que trabalho vai tudo bem, aos poucos eu vou aprendendo a rotina de uma professora na Noruega e adquirindo experiência. Estou gostando muito de lecionar espanhol e foi muito bom voltar a lecionar inglês depois da pausa. Mas, sinto que preciso urgentemente de tirar a ferrugem do inglês, já que nos últimos 4 anos só falo norueguês, espanhol e um pouco de português. Combinei com o Morten que todo domingo vamos só conversar em português para que ele comece a adquirir fluência.

Amanhã eu vou pela primeira vez a um «Julebord», a confraternização de fim de ano que as empresas fazem por aqui. A escola em que eu trabalho vai fazer a Julebord numa antiga escola que agora é alugada para festas. Há duas opções de jantar natalino, o ribbe (costela de porco assada) e o pinekjøtt (carne de cordeiro salgada e cozida). Eu escolhi ribbe por que acho carne de cordeiro muito forte e também por que estou acostumada com ribbe, que sempre é servido nos jantares natalinos na casa dos meus sogros. Alguns professores vão levar bolos e doces e cada um é responsável por levar sua própria bebida na festa. Aliás é com isso que eu estou mais preocupada. Eu já ouvi falar e até testemunhei o quanto a maioria dos noruegueses extrapola com a bebida em festas. Eu não sou fã de bebida alcoólica e me sinto desconfortável em companhia de pessoas embriagadas. Vamos ver o que acontece amanhã.

O Morten vai caçar no final de semana e eu vou tentar fazer os pepperkaker, os biscoitinhos à base de cravo e canela que não podem fazer falta no Natal. Achamos umas forminhas diferentes e não vejo a hora de moldar os pepperkaker com elas. Como é bom estar livre de provas! Vou trabalhar só na segunda e na terça na escola (na verdade nem vou lecionar, vou só participar das atividades de encerramento das aulas). Aí vou ter duas semanas de folga e dia 3 de janeiro já volto ao batente. Ao contrário do Brasil não há férias escolares longas em janeiro, só em julho e agosto.

Agradeço as mensagens das pessoas que sentiram falta de novas postagens no blog. Embora eu não tenha idéia de quantas pessoas leem as postagens aprecio as mensagens. Feliz Natal e feliz ano novo para todos!
Até que enfim!

Até que enfim!

Hoje fiz minha última prova na faculdade. Foram semanas estudando para a prova de História Moderna após 1850 e Introdução à Economia. Trabalhar três vezes por semana, mais o trabalho de estudante assistente em espanhol reduziram muito meu tempo para estudar. Perdi finais de semana enterrada entre livros e não tenho ambições de conseguir uma boa nota, mas este semestre eu me dou por feliz só por ser aprovada.

Entre uma sessão de leitura e outra nós arrumamos um tempinho para decorar a casa pro Natal. Aqui na Noruega eles decoram a casa só na semana do Natal, mas eu estou acostumada a montar a àrvore dia 10 de dezembro. Este ano nós também montamos um presépio, coisa que eu já queria fazer faz tempo. Engraçado que a maioria dos noruegueses não associa o Natal ao nascimento de Cristo, mas tem muitos presépios para vender.

Os professores de espanhol da faculdade queriam muito que eu continuasse como assistente no semestre que vem, mas eu tive que recusar o convite. Mesmo lecionando poucas horas eu usava muito tempo para me preparar, e isso reduzia meu tempo ainda mais. Valeu a experiência, vou receber um diploma e uma carta de recomendação dos professores que vou anexar ao meu currículo, que vai ficar bem mais valorizado.

Na escola em que trabalho vai tudo bem, aos poucos eu vou aprendendo a rotina de uma professora na Noruega e adquirindo experiência. Estou gostando muito de lecionar espanhol e foi muito bom voltar a lecionar inglês depois da pausa. Mas, sinto que preciso urgentemente de tirar a ferrugem do inglês, já que nos últimos 4 anos só falo norueguês, espanhol e um pouco de português. Combinei com o Morten que todo domingo vamos só conversar em português para que ele comece a adquirir fluência.

Amanhã eu vou pela primeira vez a um «Julebord», a confraternização de fim de ano que as empresas fazem por aqui. A escola em que eu trabalho vai fazer a Julebord numa antiga escola que agora é alugada para festas. Há duas opções de jantar natalino, o ribbe (costela de porco assada) e o pinekjøtt (carne de cordeiro salgada e cozida). Eu escolhi ribbe por que acho carne de cordeiro muito forte e também por que estou acostumada com ribbe, que sempre é servido nos jantares natalinos na casa dos meus sogros. Alguns professores vão levar bolos e doces e cada um é responsável por levar sua própria bebida na festa. Aliás é com isso que eu estou mais preocupada. Eu já ouvi falar e até testemunhei o quanto a maioria dos noruegueses extrapola com a bebida em festas. Eu não sou fã de bebida alcoólica e me sinto desconfortável em companhia de pessoas embriagadas. Vamos ver o que acontece amanhã.

O Morten vai caçar no final de semana e eu vou tentar fazer os pepperkaker, os biscoitinhos à base de cravo e canela que não podem fazer falta no Natal. Achamos umas forminhas diferentes e não vejo a hora de moldar os pepperkaker com elas. Como é bom estar livre de provas! Vou trabalhar só na segunda e na terça na escola (na verdade nem vou lecionar, vou só participar das atividades de encerramento das aulas). Aí vou ter duas semanas de folga e dia 3 de janeiro já volto ao batente. Ao contrário do Brasil não há férias escolares longas em janeiro, só em julho e agosto.

Agradeço as mensagens das pessoas que sentiram falta de novas postagens no blog. Embora eu não tenha idéia de quantas pessoas leem as postagens aprecio as mensagens. Feliz Natal e feliz ano novo para todos!