Måned: mai 2012

Nem só as notícias ruins vêm aos baldes…

Nem só as notícias ruins vêm aos baldes…

Sopa feita pelos alunos e para os alunos

Esta semana que se encerra hoje foi talvez a mais repleta de novidades de toda a minha ainda curta história na Noruega. Tudo começou na segunda-feira, quando eu iniciei uma jornada de três dias de reuniões para realizar o projeto da escola ao ar livre na faculdade de pedagogia. Na segunda e na terça planejamos as atividades e na quarta os alunos de uma escola das redondezas vieram passar o dia conosco. O dia estava quente e ensolarado, as crianças eram muito obedientes e nenhuma nos deu problemas. O meu grupo optou por ensinar as crianças a preparar uma sopa de legumes, que cozinhamos ao ar livre. Primeiro, elas receberam a receita metade em inglês, metade em espanhol, e tiveram que traduzí-la para o norueguês. Depois tiveram que calcular quanto de cada ingrediente seria preciso para fazer sopa para 50 pessoas. E, finalmente, eles aprenderam como lavar as mãos corretamente antes de preparar alimentos e então todos começaram a picar os legumes. A sopa ficou pronta bem na hora do almoço e todos gostaram. Nosso grupo trabalhou somente no período da manhã, então depois do almoço nós pudemos observar os outros grupos. 

Na terça, depois da faculdade, eu e o Morten fomos ver um apartamento que estava à venda aqui perto. Nos últimos meses temos procurado apartamento, pois já vai fazer 3 anos que moramos aqui e não queríamos alugar o apartamento por mais três anos. Sem falar que alugar por muito tempo é um desperdício de dinheiro, pois pagamos por algo que não é nosso. O mercado de venda imóveis na Noruega, ao menos nas cidades grandes, é bem concorrido. Para se ter uma ideia, no anúncio aparece o preço pelo qual o móvel foi avaliado e o dia e horário para a visitação (geralmente 1 hora apenas).Os interessados visitam então o imóvel e perguntam o que querem saber para o corretor. Os que ainda se interessam pelo imóvel escrevem seu nome em uma lista. No dia seguinte, os interessados têm que enviar uma proposta por escrito de quanto querem pagar pelo imóvel. O corretor então envia essas propostas para o proprietário e para os outros interessados. Outros interessados podem oferecer uma quantia maior e começa aí um verdadeiro leilão pela propriedade (os lances depois do primeiro por escrito podem ser dados por telefone). Os interessados vão desistindo um por um até restar um sortudo que arremata o imóvel. Esse sistema não me agrada muito, porque o imóvel muitas vezes acaba saindo mais caro que seu valor real. Bom, continuando, na terça fomos ver esse apartamento e gostamos muito. Resolvemos participar do leilão na quarta e, logo depois de eu ter servido a sopa para os alunos na faculdade, meu marido me telefonou para dar a boa notícia: o apartamento era nosso! Nesse mesmo dia era aniversário do meu sogro e fomos visitá-lo para comemorar tanto o aniversário dele como nossa vitória.
No ônibus a caminho dos meus sogros, meu celular toca e recebo a ligação do rapaz que havia me convidado para fazer o teste do comercial em português sobre o qual comentei em outra postagem. Ele me deu outra notícia boa: o cliente gostou da minha voz e queria que eu fizesse o comercial. Daqui a pouco vou até lá e gravar o texto!
E, como se ainda não bastasse, ontem, quinta-feira, fui chamada para uma entrevista na escola onde trabalho e creio que tudo correu bem. Só vou saber se continuo na escola no final do mês, mas, pelo que eu ouvi dos chefes durante a entrevista, estou confiante.
Hoje ainda é sexta, quem sabe ainda tem outra notícia boa voando por aí…
Mas, estou muito satisfeita e grata por tudo de bom que aconteceu essa semana.