Notas de viagem outubro de 2013

Notas de viagem outubro de 2013

Finalzinho de outubro e dentro de quase dois meses minhas férias prolongadas estarão chegando ao fim. Estou tentando fazer as coisas que havia planejado e que ainda não tive oportunidade de fazer, mas posso dizer que estamos desfrutando muito desses dias de folga que demos de presente a nós mesmos. Visitamos amigos e passeamos muito.

Hoje fez 37 dias, ou 5 semanas que comecei a dieta. Fui me pesar de manhã e, para minha surpresa e alegria, a balança indicou que eliminei 5 quilos desde que comecei há 5 semanas. Ainda tenho muitos quilos para eliminar, mas estou extremamente satisfeita, feliz e motivada para continuar a dieta até chegar ao meu objetivo. Percebo que mudei completamente minha atitude com relação à alimentação, pois mesmo quando vou visitar amigos e almoço ou janto fora, eu saio o mínimo possível da dieta e não fico angustiada por isso.

Agora estamos em São Paulo, mas passamos um mês em Santos. Pintamos as paredes do apartamento, o que deu muito trabalho, mas o resultado ficou excelente. O tempo está bem melhor, as temperaturas estão mais parecidas com as de verão e estamos bem bronzeados. Será um grande contraste chegar à Noruega em pleno inverno e creio que seremos uns dos únicos bronzeados por ali. O bom de estar em Santos é que podemos fazer tudo a pé, então vamos mais ao cinema (às segundas e quartas o bilhete custa somente 7 reais!). O último filme que vimos foi o «Gravity» com o George Clooney e a Sandra Bullock, gostamos muito. Instalamos internet no apartamento e agora estamos sempre online. Eu pensei que não ia fazer falta, mas hoje vejo que ter internet facilita muito a vida, sem falar que torna a estadia em Santos menos tediosa quando o tempo não está bom o suficiente para se ir à praia.

Estou assistindo aos episódios antigos do seriado Grey’s Anatomy pela internet e estou quase chegando aos episódios que estão sendo exibidos atualmente na TV. Eu gosto muito desta série por que, apesar de ser ambientada em um hospital, ela apresenta algumas situações muito parecidas com as que vivenciamos em uma escola. Por exemplo, os residentes têm que trabalhar em equipe como nós professores temos que trabalhar na escola, e nem sempre eles entram em acordo. Os pacientes têm cada um a sua história, igual aos alunos. E tem os líderes, que ora apoiam ora são mais rígidos com os residentes. Os residentes aprendem com os médicos mais experientes, assim como os professores recém-formados aprendem com os professores que já trabalham lá há anos. Além desta série estou seguindo Downton Abbey e The Walking Dead, e ainda quero assistir à sexta temporada de The Big Bang Theory.

Não deixei a leitura de lado. Terminei o Amor en los tiempos del cólera e chorei muito no final. Agora quero ver o filme que fizeram baseado no livro. Comecei O Crime do Padre Amaro do Eça de Queirós e estou quase na metade. Estão ainda na fila o O Mundo de Sofia de Jostein Gaarder, o Manuscrito encontrado em Accra do Paulo Coelho, Casa de Pensão de Aloísio de Azevedo, Estorvo de Chico Buarque e Casa Grande e Senzala de Gilberto Freire. Sem falar nos e-books.

Abri uma conta no Twitter e estou adorando esta mídia social, até mais que Facebook. É muito mais sério, as pessoas postam links de artigos de jornal muito interessantes, artigos que eu jamais acharia sozinha. Sigo alguns profissionais e organizações de ensino da Noruega e sempre tem alguma coisa interessante para ler. As poucas celebridades que sigo escrevem sobre coisas banais do dia a dia, o que os aproxima do mundo real, ou o nosso mundo dos simples mortais. Se alguém quiser me achar lá, meu nome é Raquel_i_Norge.

9 Replies to “Notas de viagem outubro de 2013”

  1. Olá! estava a pesquisar no google por coisas na Noruega e encontrei o seu blog! sou portuguesa e queria fazer Erasmos, que é estudar por um período de tempo fora, e optei pela cidade de Bergen! se me pudesse dizer como é a qualidade de vida ai, se é mais caro ou não. adorei o seu blog!! 🙂

  2. Olá! A qualidade de vida é excelente, mas o custo de vida é muito alto. Sugiro que você leia as postagens mais antigas do blog, sempre tem algum comentário sobre a qualidade e o custo de vida. Boa sorte!

  3. Prezada,
    Sei que este tipo de pergunta – a que mais a frente farei – é por demais impertinente, mas não me contive a fazê-la.
    Tenho 22 anos e sou advogado, logo ingressarei no programa de Mestrado. Minha experiência profissional seria útil na Noruega? A Senhora – e peço sua opinião com a maior sinceridade possível – acha que vale a pena e é possível imigrar para o País?

    Obrigado!
    Rafael Weiss Brandt

  4. Olá
    Você deve enviar seu histórico traduzido para o NOKUT e eles te dirão se reconhecem seu diploma na Noruega e, caso não, quais matérias você necessita cursar para exercer a profissão no país. Boa sorte!

  5. Atualizando as leituras no teu blog… Raquel, imagino como as férias foram boas! Cinema, nem sei o que e isso mais! Rsrsrs Tô travando no idioma, apesar de já entender quase tudo, ma hora de falar…. Eu travo! Quais são as suas dicas ou o que vc fez pra falar/aprender o idioma? Beijos e bem vinda de volta.

  6. Olá!
    Olha, é assim mesmo, no começo entendemos tudo, mas temos dificuldade para falar. Meu conselho é falar norueguês com seu namorado/marido, mesmo sem saber se está certo ou errado. Sem prática não acontece nada. Assista à televisão, leia jornal e um belo dia você perceberá que a dificuldade irá diminuir. Boa sorte!

  7. Olá Raquel,
    Vc têm filhos? Se sim, como é a adaptação para as crianças que estão imigrando para o país com os pais? Se não tem filhos, tem alguma história pra contar nesta situação? Conhece algum brasileiro que foi para o país com filhos?
    obrigada.

  8. Olá!
    Não tenho filhos, por isso não posso falar sobre adaptação de crianças brasileiras na Noruega. Sugiro que você procure blogs como o «Noruega Brasileira», a Kelly pode te ajudar.

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *