Quase Natal!

Quase Natal!

Falta somente uma semana para as minhas férias de Natal. Estou muito ocupada por conta de tantas coisas para fazer na escola. Lidar com alunos, pais e colegas o dia inteiro não é fácil. Na semana que vem não haverá aulas. Na segunda-feira os alunos vão participar de um torneio de vôlei e floorball. Este esporte é muito popular aqui, mas poucos o conhecem no Brasil. Na terça haverá somente cerimônias de encerramento e aí, sim férias de Natal até o dia 3 de janeiro.

Exatamente nesta época no ano passado estava com meu querido pai no hospital. O Natal e o Ano Novo foram muito tristes por conta das idas diárias ao hospital. Espero nunca mais ter que passar por esta experiência, penso sempre nas pessoas que estão nessa situação. Posso dizer que o único aspecto positivo dessa experiência foi aprender definitivamente que temos que viver o agora, enquanto temos boa sáude. De um dia para o outro tudo pode mudar, e o tempo que pensávamos ter de sobra desaparece. Tento seguir esse modo de vida ao máximo e passei a cuidar mais de minha saúde. Passei a praticar atividade física quase que diariamente. Para nossa sorte, em janeiro será inaugurada uma academia a 5 minutos da minha casa. Eu gosto muito de treinar de madrugada, antes de ir para o trabalho. Esta academia abre às 5 horas da manhã! Eu costumo treinar às 6 hs, e depois tomo café-da-manhã servido pela própria academia. É muito prático. O inverno norueguês é muito severo, há escuridão total entre cerca de 15hs e 10 hs da manhã (isso aqui no centro da Noruega). Acordar cedo e ter energia para trabalhar e treinar não é fácil, mas estou conseguindo. 

Para alegrar meu Natal, este ano receberei a visita do meu irmão caçula, que ainda não havia viajado para a Noruega. Ele ficará aqui um mês, e foi ele que escolheu vir no inverno, apesar dos meus conselhos de não viajar para cá nessa época. Nevou muito semana passada, mas agora só chove. Talvez teremos que levar meu irmão a outras cidades onde há neve em abundância. Vamos passear muito por aqui e aproveitar essa visita do melhor modo possível.

Estou pensando em escrever, entre outras coisas, sobre o inverno norueguês. Quando estiver de férias. Em breve!

11 Replies to “Quase Natal!”

  1. Oi, Raquel!
    saudações de Natal para você e o Morten.
    Aguardo os passeios com o irmão pela Noruega, tin-tin por tin-tin.
    Quem sabe o Morten não escreve um post ou outro, aqui mesmo… Só para matar a saudade!
    Fui a Brodowski em setembro e lembrei-me de vocês.

    Beijin do Brasil interiorano!

  2. Sempre no topo dos rankings globais de qualidade de vida, a Noruega é considerada por muitos o país ideal para se viver.

    Esta semana, por exemplo, a ONU afirmou que, pelo 12º ano consecutivo, a Noruega segue no primeiro lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), em que 188 nações são analisadas segundo parâmetros como expectativa de vida e educação.

    Mas o melhor lugar do mundo para se viver também tem lá seus problemas – embora boa parte deles, certamente, seja muito menos grave que os de países que aparecem muito abaixo no ranking de IDH da ONU.

    Confira abaixo cinco aspectos da vida na Noruega que são alvos de crítica dentro e fora do país.

    1. Impostos, impostos e mais impostos
    A Noruega tem uma das mais altas taxas de impostos do mundo: 39%. Já foi inclusive mais alta, 47,5%, mas vem caindo nos últimos anos.

    Shutterstock

    2. Cerveja caríssima
    Se os altos impostos já assustam, espere até você querer comprar uma cerveja.

    Segundo o site pintprice.com, no qual as pessoas podem registrar quanto pagaram pela bebida, um pint (pouco mais de meio litro) de cerveja na Noruega é o segundo mais caro do mundo: lá custa uma média de US$ 10,40 (R$41,6).

    Se quiser economizar na cerveja, talvez seja melhor você ir beber no Tajiquistão, onde um pint sai por US$ 0,45 (R$1,8)

    Shutterstock

    3. Drogas letais
    A Noruega tem o segundo índice mais alto da Europa de mortes por overdose de drogas: são 70 mortes por um milhão de pessoas. Comparativamente, a media europeia é de 16 por um milhão.

Legg igjen en kommentar

Din e-postadresse vil ikke bli publisert. Obligatoriske felt er merket med *