Kategori: cores do outono

Uma quarta-feira diferente

Uma quarta-feira diferente

Minhas quartas-feiras são geralmente muito corridas. Mas esta quarta-feira que passou (28/10) foi diferente. Eu fui convocada para fazer um curso e não precisei ir trabalhar na escola. Mais ou menos às 11hs30min da manhã eu olhei pela minha janela e me deparei com esta vista:

Uma cortina pesada de neblina por toda a cidade! Mais tarde ouvi no noticiário local que esta neblina pairou sobre Trondheim por quatro horas.
Saí de casa e continuei fotografando, já pensando em documentar este dia aqui no blog (estou tentando voltar a postar mais regularmente). Este é o topo da ladeira entre a minha casa e o centro de Trondheim. As folhas de outono estão por todos os cantos:

Caminhando mais cinco minutos cheguei ao bairro de Bakklandet. Tirei a foto quando eu estava prestes a atravessar a ponte da cidade velha (Gamle Bybro) onde se avista o portal da felicidade ao fundo (Lykkensportalen):

Na metade da travessia da ponte, uma vista do rio Nid no sentido da catedral de Nidaros: 

E uma foto mais próxima do portal da felicidade:

Quase chegando ao local do curso. Aqui a catedral de Nidaros do lado posterior:

E finalmente, a fachada da catedral envolvida em neblina:

O curso foi realizado no segundo andar do prédio onde funciona o café e a loja de lembranças da catedral:

O curso baseou-se em orientação para mentores de professores recém-formados. Eu, recém-formada há dois anos,  sou agora mentora de uma professora recém-formada na escola onde trabalho! Não me perguntaram se eu queria ser mentora, mas eu aceitei o desafio. No curso aprendi muito. Haverá outro curso em fevereiro:

Para me despedir, vou deixar uma canção da qual gosto muito e que adoro escutar enquanto caminho pelas ruas cobertas de neblina e de folhas aqui em Trondheim:



Este artista chama-se Odd Nordstoga. Já postei uma canção de Natal interpretada por ele e Sissel Kyrkjebø nesta postagem aqui. Ele tem um dialeto muito peculiar da região de Vinje. Este dialeto é diferente do dialeto daqui de Trondheim. Vou tentar voltar semana que vem. Agradeço muito os leitores que comentaram me incentivando a  continuar escrevendo. 

E de repente, é outono

E de repente, é outono

Desde minha última postagem muita coisa aconteceu. Não senti a necessidade de escrever todos os fatos à medida que foram acontecendo por que também quis tirar férias do blog. Mas, desde o meio de agosto voltei ao trabalho. No final de julho, recebemos a visita do meu irmão, que ajudou o Morten a reformar nosso depósito no porão (os apartamentos costumam ter uma espécie de quartinho ou depósito no porão para guardar coisas, muito útil). Essa reforma durou somente três dias. Depois, fomos viajar de carro até a Suécia e Oslo. O tempo não estava muito bom, mas nos divertimos mesmo assim. Dia 12 de agosto ele voltou ao Brasil e logo em seguida eu e o Morten voltamos ao trabalho. 
No momento, tenho uma classe de 24 alunos e sou responsável por manter contato com os pais de 12 desses alunos. Felizmente a professora que divide o comando da classe comigo é muito experiente (foi professora do meu marido e dos irmãos dele). Dou aulas de inglês, espanhol e ciências sociais. Está sendo muito bom dar aulas de história norueguesa e de educação moral e cívica. Logo vou iniciar o período de estágio na mesma escola em que trabalho. Vou estagiar 30 horas com uma professora de inglês e completar minha cota de 100 horas de estágio. Mal posso esperar para cumprir essa exigência no curso de pedagogia. É a única exigência que não depende somente do meu esforço, pois necessito de um mentor para o estágio.
Semana que vem teremos aulas no curso e vamos iniciar um projeto de pesquisa e desenvolvimento de métodos de ensino, sei que vem muito trabalho por aí. Até junho de 2013 meus dias se basearão em muita leitura, muita escrita e muita hora extra nos finais de semana. Ontem, o diretor da escola onde trabalho veio conversar comigo para saber como estou lidando com a nova responsabilidade de ser contato de classe e eu respondi que estou sempre com coisas para fazer, mas sinto que tenho controle de tudo. Ele ofereceu apoio e ajuda extra caso eu perceba que estou sem tempo para estudar e trabalhar. É incrível o apoio que recebemos aqui quando estudamos e trabalhamos, estão sempre perguntando como estou indo e elogiam o fato de seu ter abraçado as duas coisas ao mesmo tempo. A maioria estuda primeiro e recebe um salário do governo que eles pagam de volta quando se formam. Só depois de formados procuram emprego.
Semana passada, entreguei um trabalho de pedagogia no qual abordei a questão de como as minorias étnicas são recebidas na escola norueguesa. Estou muito contente com o que escrevi, agora estou aguardando os comentários da professora. Tenho mais dois trabalhos para entregar, um de inglês e um de espanhol. Eu e o Morten já planejamos que vamos ao Brasil assim que eu entrar de férias no trabalho e terminar o curso de pedagogia em junho do ano que vem. Serei então professora recém-formada e, se tudo correr bem, terei uma proposta de trabalho efetivo. Minhas metas estarão cumpridas e então poderei comemorar muito e descansar depois do ano atribulado que terei passado. Eu considerei a possibilidade de ir em dezembro para o Natal, mas as aulas recomeçam dia 2 de janeiro, então eu não poderia ficar lá mais que duas semanas. As passagens são tão caras que não compensa ir para ficar somente quinze dias. Prefiro então ir nas férias de verão daqui e ficar 5 semanas.
O tempo que decepcionou no verão está agradando agora. Dias ensolarados e às vezes até calor. Os dias, no entanto estão amanhecendo mais tarde e escurecendo mais cedo, sinalizando a vinda do mørketid, ou época negra. As árvores estão com as folhagens amarelas e alaranjadas. Está na hora de recomeçar com a ingestão diária do óleo de fígado de bacalhau para suprir a necessidade de vitamina D no corpo. Compramos o estoque de lenha para o inverno e estreamos nosso forno à lenha (que não se usa para cozinhar, somente para aquecer a casa). É o outono que chegou.