Kategori: igreja

Concerto na igreja, feira de casa e construção, refugiados

Concerto na igreja, feira de casa e construção, refugiados

Esta semana que passou foi mais tranquila que a anterior. Tive as duas últimas reuniões com os alunos e seus pais na segunda-feira. Sempre tem algum probleminha de comportamento aqui e ali, mas coisas normais de se esperar entre adolescentes.

Na terça-feira tive um encontro marcado com meu marido após o trabalho. Primeiro fomos jantar em um restaurante vietnamita:

Pato grelhado para ele
Carne com salada de hortelã e rolinhos primavera para mim

Depois, seguimos para a igreja de Nossa Senhora (Vår Frue kirke) para assistir a um concerto com Bjørn Eidsvåg. Ele já foi um padre luterano, mas hoje em dia se dedica somente à carreira artística. A igreja estava lotada. O concerto foi muito bonito, com canções famosas intercaladas com histórias sérias e engraçadas da vida do músico.

A câmera do meu celular não tira boas fotos no escuro e eu não quis usar flash.   

Estamos reformando o nosso quarto e sábado meu marido trocou a janela com a ajuda do meu sogro. A janela é muito pesada e tudo correu muito bem. Agora falta reformar as paredes, o piso, trocar a iluminação e mais algumas coisas. Nossa meta é terminar a reforma antes do Natal, mas faltam somente 5 semanas. Vamos ver o que conseguimos fazer até lá.

No domingo fomos visitar uma grande feira de casa e construção. Muitos noruegueses gastam muito tempo e dinheiro reformando suas moradias, por isso o mercado da construção e reforma é muito lucrativo. Há muitos programas de televisão que tratam sobre este tema. Um apresentador de um desses programas deu uma palestra na feira. Ele costuma visitar casas de famílias que precisam de ajuda para terminar a reforma, mas por falta de motivação não conseguem seguir adiante sozinhas. Ele é conhecido como o Marceneiro Rabugento (Sinnasnekker’n). Pensamos que ele ia responder às dúvidas dos visitantes sobre reforma, mas ele acabou dando uma palestra sobre, entre outras coisas, relacionamentos familiares, falta de comunicação, força de vontade, etc. Muitos dos presentes ficaram ofendidos com algumas coisas que ele disse, mas nós dois gostamos muito. Uma coisa da qual não gostei foi o assédio dos vendedores nos estandes das lojas, mas gostamos de alguns materiais e produtos que consideramos comprar para as reformas futuras. Queremos reformar o apartamento todo aos poucos e deixá-lo com a nossa cara e o nosso estilo. Moramos aqui só há 3 anos e não temos pressa.

Ora me alegro, ora me entristeço pensando no Natal que se aproxima. Para mim, o Natal na minha idade adulta sempre foi caracterizado por uma atmosfera de muita saudade dos entes queridos que já se foram, e este ano é ainda pior com a ausência do meu pai. A Noruega tem tradições lindíssimas nesta época, já escrevi sobre muitas delas aqui no blog. Quem sabe isso me empolga um pouco mais. Faço questão de ir ao concerto gratuito na catedral de Nidaros no dia 24 e provavelmente vamos passar a noite de Natal com a família do meu marido.

Mas, esta postagem não pode ser somente sobre mim. Sábado ocorreram acontecimentos trágicos em Paris, uma cidade que eu tive a felicidade de conhecer e me encantei. A situação está muito tensa, muitos refugiados, vindo principalmente da Síria, estão chegando aqui na Escandinávia e os governos não sabem ainda quantos refugiados têm capacidade de receber e como será o processo de adaptação. Refugiados que já receberam asilo na Rússia começaram a fugir para cá, pois crêem que a Noruega é um país melhor para se viver. Como há muitas notícias circulando na mídia, o melhor seria escrever uma postagem exclusivamente sobre este tema.

Continuo recebendo muitos e-mails contendo perguntas sobre trabalho e imigração. Peço que leiam as postagens que já escrevi no blog sobre esses assuntos, não tenho como responder a cada um separadamente.