Kategori: Reeducação alimentar

Cidadã norueguesa!

Cidadã norueguesa!

Sexta-feira foi o último dia de aula com os alunos. Neste dia não há ensino, os alunos organizam jogos e quizzes, tomam sorvete e às 11.00 recebem o boletim, um abraço das professoras e são dispensados com os votos de um bom verão. 

Enquanto estava com os alunos na classe neste dia, recebi um e-mail. Eu nunca uso o celular na sala de aula, mas neste dia era necessário usar o celular para jogar os quizzes que os alunos prepararam.
O e-mail era da imigração norueguesa, a UDI e nele estava escrito: «Olá. Você recebeu a cidadania norueguesa.» Informei meu marido, a professora que trabalha comigo e meus alunos imediatamente.

Dentro de alguns dias receberei uma carta contendo o procedimento para tirar o passaporte norueguês. Não terei que entregar o passaporte brasileiro, pois a Embaixada brasileira me orientou sobre isso. Na prática, ter a cidadania norueguesa não vai mudar muito a minha vida cotidiana. Hoje pensei no que eu poderei fazer sendo cidadã que eu não podia antes. Por enquanto descobri que vou poder votar nas eleições para o Parlamento além das eleições municipais e posso ser convocada para fazer parte do corpo de jurados em um julgamento. Uma funcionária da escola foi convidada para um jantar com os reis da Noruega em comemoração dos seus 25 anos de reinado na próxima quinta-feira. Estes convites são enviados a cidadãos noruegueses aleatoriamente. Isto significa que no futuro, eu posso ser convidada para uma ocasião parecida também!

Provavelmente em novembro haverá uma cerimônia para os novos cidadãos noruegueses organizada pelo governo estadual daqui (fylkeskommune). Nesta cerimônia haverá algumas apresentações musicais, cantaremos o hino nacional da Noruega (preciso decorar a letra!), teremos que declarar lealdade ao país lendo este texto:

Som norsk statsborger (Como cidadã norueguesa)
lover jeg troskap til mitt land Norge (eu prometo lealdade ao meu país Noruega)
og det norske samfunnet, (e à sociedade norueguesa)
og jeg støtter demokratiet (e eu apoio a democracia)
og menneskerettighetene (e os direitos humanos)
og vil respektere landets lover. (e vou respeitar as leis do país)

Receberemos também um livro e haverá uma recepção com comes e bebes ao final. Vou aguardar meu convite chegar. E vou usar meu bunad com orgulho.

Eu sinto que é o momento perfeito para me tornar cidadã norueguesa. Estou aqui há quase 10 anos com meu esposo norueguês, trabalho e pago meus impostos desde que cheguei aqui, falo o idioma fluentemente, cursei ensino superior aqui durante 6 anos (e pretendo cursar mais um ano), sou proprietária de um imóvel…Tenho família no Brasil e sinto saudades de muitas coisas (outras nem tanto), mas estou plenamente convencida de que é aqui que obtive minhas maiores conquistas (meu tão sonhado lugar ao gelo :)) e tenho minha vida atarefada, mas que me dá muitas alegrias. 

Estou pegando firme nos exercícios e na mudança de hábitos alimentares. Me exercito vigorosamente três vezes por semana. Parei de tomar café diariamente e passei a tomar mais chás e água. Estou preparando saladas verdes quase todos os dias e reduzi drasticamente o consumo de doces e carboidratos simples. Ainda estou longe de ser exemplar, mas estou satisfeita com este começo. 

Amanhã será meu último dia de trabalho deste ano letivo. Teremos somente planejamento. Meu escritório será reformado, então tive que encaixotar todos os pertences que tenho no trabalho. Volto à escola segunda-feira dia 15 de agosto e os alunos retornam às aulas dia 18. Não temos nenhuma viagem planejada. Meu esposo irá trabalhar durante todas as minhas férias. No próximo semestre, ele vai fazer um mestrado MBA em economia, e terá reduzir suas horas de trabalho, o que consequentemente afetará nosso orçamento. Será estranho ficar na Noruega durante todo o verão, já que costumamos viajar nesta época, mas penso que com o MBA ele terá melhores oportunidades de trabalho no futuro. Estamos investindo tempo em algo proveitoso para sua carreira. Eu vou tentar novamente fazer as matérias de religião no próximo semestre, será bom ter um companheiro de estudos aqui em casa.

Como vou estar de férias, pretendo escrever mais, vou fazer o possível.

«Yes, we can!»

«Yes, we can!»

Hoje estou com 40 anos e 3 dias. Depois que escrevi o post de segunda-feira, segui com meu dia conforme o planejado  – ou nem tanto. Eu estava certa de que teria uma comemoração discreta somente com meu marido, churrasco e bolo no terraço, mas… eis que no meio do jantar aparece uma menininha (que depois de alguns segundos reconheci ser minha sobrinha) soprando uma ‘língua de sogra’ e com ela toda a família do meu marido portando bandeiras da Noruega, mais bolo, garrafas térmicas com café, flores e cantando parabéns para mim! Eu nem imaginava que receberia uma surpresa dessas, admito que fiquei de queixo caído. 

Passado o choque positivo, recebi cumprimentos e presentes. Eles foram embora em menos de uma hora. Tão cedo por que já eram quase 20hs e as crianças costumam se deitar a esta hora. Além disso, meu marido tinha hora marcada para fazer ressonância magnética no ombro (horário esquisito). Ele me contou depois que isso sempre foi uma tradição na família dele. Todos que completam «runddag» na família recebem essa procissão em casa. Ele sabia o tempo todo que eu seria surpreendida, mas não podia dizer nada, claro. Foi bom, mas admito que na hora não soube bem como reagir.

Hoje passei um bom tempo lendo muitos posts sobre reeducação alimentar, principalmente o blog da leitora Cristina que contém muitas informações preciosas sobre mudanças de hábitos alimentares para uma vida mais saudável. Eu já dei o primeiro passo o ano passado quando comecei a praticar atividade física regularmente. Mas, constatei que, para mim, somente isso não adianta. Os dias cheios de coisas para fazer não permitem que eu possa fazer refeições corretas, e acabo comentendo muitos erros. Mas seria isso uma desculpa? Tenho a impressão que sim. Pretendo começar essa reeducação, e com as férias chegando terei mais tempo para me dedicar ao aprendizado para mudar de vida. Irei ao casamento dos meus cunhados na metade de agosto e no fim de semana passado vi que o vestido que pretendo usar não está muito confortável. Essa será uma das minha motivações.

Amanhã serei examinadora de sete alunos meus em espanhol. Eles trabalharam bem hoje com a preparação, estou confiante que receberão boas notas. Quem dá as notas não sou eu, e sim uma professora convidada de outra escola. Isso para evitar fraudes com notas ou corrupção. Ano passado eu fui a convidada na escola da professora que virá avaliar meus alunos amanhã, então já nos conhecemos.

Tento o máximo possível escrever aqui mais frequentemente. Daqui a 2 semanas entro de férias.